sexta-feira, 30 de dezembro de 2011

Um ano novo BRILHANTE para todos vocês!

Olá queridos da Fábrica...

acho que estamos um pouquinho em falta com vocês... talvês nem tanto com resenhas (talvês um pouco), mas em conversar um tiquinho.

Eu e a Sel ainda estamos aqui em Dublin. É um lugar lindo, fantástico...delicia! Estamos aproveitando muito, trabalhando muito, morrendo com as livrarias gigantes e os livros mega baratinhos... mas morrendo de saudade de vocês aí.


Saudade de fazer eventos pequenos ou grandes e de estar mais pertinho de todo mundo, de ler em português e fazer mais resenhas (porque ler em inglês dá uma preguicinhaaa...hahaha).

Então, ficamos devendo um post legal (mas prometo que alguém o fará) sobre o dia que conhecemos a Cassandra Clair...e foi lindo, ela é linda, fofa, simpatississima e a Monique pode contar como o autógrafo dela é lindo porque ela ganhou um (e algum leitor também vai ganhar um porque ela autografou um pra fábrica...em breve!).



Vou tentar nesse ano que vem vindo fazer uns posts sobre o que está sendo lido e comentado aqui em Dublin... prometo que tento!

Mas, o post mesmo é pra desejar a todo mundo um ano novo maravilhoso. Que como nos livros que a gente mais gosta, esses que tem final feliz e tudo mais, cada um encontre seu porto seguro, seu momento ideal, sua alegria, seu passa tempo, sua viagem, sua mudança. 

Espero que vocês continuem aqui com a gente, comentando nas nossas resenhas e mandando um alôzinho.... a gente tá longe, mas não vive sem vocês. E claro que a equipe da Fábrica, Mona, Nanda,  Gil, Flavinha, Guilherme, Fabi também adoooram quando vocês dão o ar da graça pra falar das resenhas deles!

Aliás, mais que feliz ano novo pra toda a equipe...vocês merecem um ano maravilhoso e que assim seja! Obrigada por tuuuuudo que vocês tem feito pela Fábrica.

Super beijo!!

Nina e Sel!
=)

domingo, 11 de dezembro de 2011

RESENHA: Pequeno Irmão


SINOPSE: Marcus, pseudônimo "w1n5t0n", só tem 17 anos, mas acha que sabe tudo sobre como o sistema funciona - inclusive como passar a perna nele. Esperto, rápido e escolado no mundo da internet, Marcus não tem problema nenhum em burlar os sistemas de segurança invasivos - mas não muito inteligentes - da escola.
Quando ele e os amigos se veem encurralados após um gigantesco ataque terrorista em São Francisco, sua vida muda totalmente. No lugar errado, na hora errada, Marcus e os outros são presos pelo Departamento de Segurança Nacional e levados a uma prisão secreta, onde serão interrogados sem misericórdia por dias sem fim.
Depois de finalmente serem liberados, Marcus descobre que a cidade está sob novas diretrizes, e cada cidadão é tratado como um terrorista em potencial. Ele sabe que ninguém vai acreditar na sua história, então só lhe resta uma saída: derrubar o sistema com as próprias mãos.

Esse livro é um daqueles que vai te deixar impressionado muito depois de você terminá-lo. Eu mesmo troquei a senha de todos os meus e-mails e do meu celular, depois de ler. É que o autor, Cory Doctorow, toca em temas muito poderosos com esse livro: tecnologia, privacidade e terrorismo.
Marcus é um adolescente comum, viciado em tecnologia, inteligente e determinado, que gosta de jogos no estilo RPG. Um dia, depois de burlar todo o sistema de sua escola para matar aula e ir jogar Harajuku Fun Madness com os seus amigos, eles se vêem no meio do caos quando a sua cidade, São Francisco, sofre um atentado terrorista.
Confundidos com terroristas, Marcus e seus amigos são apanhados e detidos pela ASN. Depois de liberados, suas vidas passam a ser monitoradas pela Agência, que ainda não tem certeza se eles são ou não terroristas.
Privacidade é a segunda coisa que Marcus perde (a primeira é a dignidade...) depois de ser apanhado. Toda a sua vida está disponível para o governo. Eles têm acesso ao seu celular, ao seu computador, à tudo. Cory na verdade está nos mostrando exatamente o quanto estamos expostos, o quanto é fácil saber sobre nós hoje em dia. Alguém discorda? Então dá uma corridinha no seu Twitter ou no seu Facebook ou seja lá qual for a mídia social que você usa, para ver se não há muita informação sua disponível para quem quiser ver. No caso do governo, é "pior" ainda, porque eles têm acesso não só às informações que você quer compartilhar, mas principalmente às demais.
O conceito de terrorismo também é questionado no livro. Em dado ponto, Marcus diz que a intenção dos terroristas é aterrorizar, e que a ASN o aterroriza. Essa frase é boa para reflexão.
Outra coisa polêmica que Cory explora em seu livro, são as invasões de sistemas. Enquanto a maioria das pessoas vê isso como um crime, ele também aponta que, ao invadir um sistema, a pessoa mostra exatamente aonde esse sistema deve ser melhorado, aonde ele está vulnerável. É um pouco como acontece no filme A Rede Social, mas um pouco pior. Mark Zuckerberg nunca passou pelas coisas que Marcus passou... eu acho.
Ao decorrer de todo o livro, o autor demonstra situações perfeitamente plausíveis e então levanta questões que a maioria das pessoas nunca se faz. Ele nos mostra que a nossa privacidade é quebrada e destruída em situações cotidianas, e questiona porque ninguém se importa com isso. Bom... depois desse livro, acho que eu me importo. E talvez vocês se importem também, depois de ler.
E como diria Andrew "bunnie" Huang no segundo posfácio do livro... "saia de casa e ouse ser livre".

Sobre o livro
Título: Pequeno Irmão
Autor: Cory Doctorow
Editora: Galera Record
Nº de páginas: 390

Resenha: Amanhecer - Parte 1

Nina Duoli

Coisa difícil é fazer uma resenha, texto ou o que quer que seja isso de uma coisa que a gente realmente gosta muito. Difícil achar defeitos quando vemos na tela tudo que estava só na imaginação.

Então, pra começar só queria dizer... meu nome é Nina, não tenho mais 15 anos e ADORO s saga Crepúsculo. Cafonagem, novela mexicana, clichê ou não eu sou fã. Foi uma coisa que mudou muito minha vida, me fez conhecer pessoas especiais e tomar boas decisões. Foi daí que nasceu a Fábrica e de onde saiu a maioria dos meus melhores amigos.

Outra coisa, se você não gosta, não tem nenhuma obrigação de ler a resenha e muito menos de assistir o filme. É perda de tempo assistir uma coisa que você tem preconceito e não gosta, só pra ficar criticando quem gosta. Eu não saio por aí falando mal de Star Wars ou Harry Potter só porque eu não gosto (Harry Potter ainda estou tentando, mas Star Wars eu não gosto MESMO). Hoje, finalmente eu vi Amanhecer... eu sei, um pouco tarde demais pra uma fã, mas são tempos difíceis ($$$) em terras gringas, se é que vocês me entendem.

Então, eu gostei mesmo do filme, de verdade. Apesar de ser um pouco parado no quesito ação o filme é cheio de emoção do início ao fim e faz jus ao livro. A adaptação ficou muito bem feita e os detalhes mais importantes do livro estão lá.

Pra fim o filme soou também como uma boa retrospectiva aos filmes anteriores e principalmente ao primeiro. Foi como um abrir, fechar e abrir denovo o ciclo do romance de Edward e Bela. A repetição de algumas musicas da trilha sonora, como Bella’s Lullaby e Flightless Bird trouxeram o clima primeiro amor e novidade (e até aquela coisa homemade) do primeiro filme, mas em um novo contexto de uma Bella e Edward que estavam prontos pra dar um novo passo na vida deles mesmo estando cheio de duvidas e de medo.

O Jacob, sempre me mata. Eu como uma boa Team Jacob detesto ver como ele se acaba e se humilha pela Bella, mas ao mesmo tempo acho bonito a cumplicidade que eles tem. Desde Eclipse as emoções do Jacob vem sendo trabalhadas de uma forma bem legal e bem fiel ao que é mostrado no livro e acho que o Taylor Lautner é muito bom em expressar todas elas. Jacob é um “personagem real”, apesar de ser um lobo.

As retrospectivas com cenas também ficaram bem legais, principalmente quando a Bella está se transformando. A cena é muito bonita e emocionante. É uma nova Bella largando tudo que foi importante pra trás (de certo modo) pra viver uma nova vida, ser uma nova Bella. 

Achei as cenas muito bonitas e bem filmadas apesar de bem simples. Não tem nada de especial, nem efeitos e movimentos sofisticados, mas a simplicidade das cenas faz com que o filme fique mais intimista e leve. Mesmo as cenas que a Bella parece um fantasma ou está se esvaindo em sangue não dão nojo, elas despertam um mix de ansiedade sobre o que vai acontecer (como se eu não soubesse...hahaha) ou dó ou sei lá...mas não nojo.

Casamento, sem comentários. Perfeito, maravilhoso, exagerado, Stephenie Meyer de convidada... tudo que uma mulher que sonha em se casar, queria ter (exceto talvez pela Stephenie de convidada). O tão falado vestido é realmente estonteante e se eu fosse a Kristen ia casar com o Robert usando ele! Hahaha

Não sei se pela primeira vez (porque não estou lembrando de outros filmes agora), mas realmente gostei de como o Rio/Brasil foi mostrado. Cenas aéreas muito bonitas e a escolha da Lapa pra filmagem foi bem bacana. Mostrou uma coisa mais real, sem estereótipos ou sacanagem. Só achei que o casal estava totalmente fora de contexto lá e não pareciam se sentido a vontade. Já na Ilha Esme (vulgo Angra dos Reis...) tudo mudou. Eles estavam à vontade e o cenário contribuiu e muito pra toda aquele clima mágico de lua de mel. Robert Pattinson falando em português é impagável. Fantástico eles terem o cuidado de ensina-lo as frases e não apenas ir pelo jeito mais fácil que seria uma dublagem ou coisa do tipo... e o sotaque dele ficou fofinho... nem tão carregado assim como da maioria dos gringos. 

Aí você chega assim e pensa... que exagero, ela gostou de tudo no filme... hahah... não! Eu não gostei da cena que os lobos falam... terrível! Eu sei que no livro é assim, e no livro essa conexão deles é bem legal, mas uma coisa é ler e você saber que só eles podem se ouvir e outra coisa é você ouvir. Preferia que eles estivessem em forma humana conversando. A Kristen acho que melhorou muito nesse filme. Conseguiu dar uns sorrisos não forçados, mas ainda assim algumas cenas que ela precisa ser mais espontânea simplesmente não sai a espontaneidade. Talvez nas próximas vezes que eu assistir posso achar mais umas coisas estranhas ou mal feitas, mas a primeira vista me agradou muito e estou ansiosa pelo segundo... ainda mais depois da cena do final (depois dos créditos).


Sobre o filme


Diretor: Bill Condon
Roteiro: Melissa Rosenberg, baseado no livro de Stephenie Meyer
Trilha Sonora: Carter Burwell
Duração: 135 min.
Ano: 2011
Distribuidora: Paris Filmes
Estúdio: Summit Entertainment

Trailler

quarta-feira, 7 de dezembro de 2011

RESENHA: Coração Ferido

Fabiana Araújo

Gretchen Lowell é uma serial killer procurada pelo FBI há 10 anos. Ela nunca deixa suas vitimas vivas, ela as tortura e as mata. Porém não foi o que aconteceu com o detetive Archie Sheridan, o chefe da equipe encarregada de prende-la. Ela o seqüestrou, o torturou por 10 dias e depois se entregou à a policia.

2 anos depois Gretchen está cumprindo prisão perpetua e Archie é um viciado em remédios. Ele tenta a todo custo voltar ao trabalho quando um novo caso exige sua atenção: um serial killer, conhecido como ‘O estrangulador das escolas’ anda seqüestrando e matando jovens meninas.

‘Coração Ferido’ é o primeiro livro dessa serie e também marca meu primeiro contato com a autora. Fato que não será o ultimo. Chelsea criou um triller de tirar o fôlego. O leitor simplesmente devora as páginas na ânsia por respostas, torce pelos personagens, sofre com eles. Em alguns momentos gritei alertando do possível perigo (que nem sempre era um perigo, mas abafa). O livro é cheio de reviravoltas e você se pega tentando achar o culpado a todo momento. Adoro romances policiais!

Chelsea criou personagens únicos. Gretchen é ‘me-do-nha’, você nunca conseguirá se esquecer dela, mesmo que tenha Alzheimer, e eu falo serio. Em alguns momentos você tem de parar a leitura para recuperar os ânimos. Não vejo a hora de ler essa incrível sequência  ‘Coração Apaixonado’!


"-Está com medo? –pergunta Gretchen.
Ela tateia com um pano sua testa, bochecha, nuca e clavícula. Archie imagina ver uma faísca de emoção nos olhos dela. Piedade?
Então ela some.
-Não importa o que você esteja esperando –sussurra ela –vai ser pior."


Super OFF: conversas imaginárias com os personagens: 

Susan, pinta de azul. Annie você é uma linda. Debbie eu torço muito por você...sempre. Archie, espero que consiga. E Gretchen, bom, melhor não dizer nada.


Sobre o Livro

Título: Coração Ferido  

Autor: Chelsea Cain
N° de páginas: 327


Sequência da serie:
1-Coração Ferido
2-Coração Apaixonado
3-Coração Maligno
4-The Night Season (ainda não publicado no Brasil)
5-Kill you Twice (ainda não publicado, previsão pra agosto de 2012)

domingo, 4 de dezembro de 2011

PROMOÇÃO: A Jornada

Quem Ganhou a promoção foi a Larissa Gabrielle (@laricut). Parabéns Larissa. Envie seus dados para afabricada@gmail.com o quanto antes!! Link do sorteio:  http://t.co/iiEitcxI


Para concorrer a um exemplar do livro A Jornada, basta ser seguidor do blog da Fábrica e twittar a frase:
Estou concorrendo ao livro "A Jornada" no blog da @fabrica_da. Participe também é só dar RT e seguir o blog. http://t.co/2G2mVvCx

A promoção é válida até dia 10/12/11 e o resultado do sorteio será publicado dia 11/12/11. O sorteio será feito pelo sortei.me entre as pessoas que deram RT e seguem o blog.

Boa sorteee!
=)

sábado, 3 de dezembro de 2011

RESENHA: O Trono de Fogo

Nanda Siepierski

Os irmãos Kane estão de volta, com mais uma gravação transcrita por Rick Riordan. Para quem não conhece a história, o primeiro livro da série As Crônicas dos Kane é apresentado a nós como uma gravação de dois irmãos… e esse segundo livro também é outra gravação, que foi enviada diretamente para o autor (a primeira havia sido encontrada em um armário/escaninho).

Sadie e Carter dessa vez se aliam a alguns outros magos – incluindo a Cleo do Rio de Janeiro – para tentar salvar o mundo de Apófis (uma cobra maligna da mitologia egípcia), trazendo Rá (o deus sol) de volta a vida. Além disso, eles devem enfrentar a Casa da Vida, que é meio anti-Kane – bem complicado, mas como os próprios personagens colocam várias vezes, nada na vida deles é fácil. Pelo menos eles encontram deuses legais no caminho, como Bes (o deus dos anões) e – para a alegria de Sadie – Anúbis. Sadie continua com seu humor salgado e rebelde e Carter é o irmão mais velho nerd, mas eles estão menos cansativos que no livro anterior. Juro que simpatizei bem mais com os irmãos nesse livro!
Em O Trono de Fogo, Rick Riordan mantém seu jeito irreverente de tratar de mitologia – nesse caso a egípcia – com o fim de atrair o interesse dos leitores. O impacto de As Crônicas de Kane em mim não foi tão grande quanto Percy Jackson e os Olimpianos. No entanto é importante falar que O Trono de Fogo é BEM mais emocionante/interessante que A Pirâmide Vermelha e com certeza aumentou a ansiedade para o terceiro e último livro da série. Para quem já leu outros livros infanto-juvenis, sabe como Rick Riordan tem essa capacidade de nos prender e fazer com que mergulhemos profundamente nessas novas realidades que ele cria, a ponto de acreditarmos que tudo é real e faz todo o sentido. E também tem aquela necessidade inexplicável de ler mais sobre mitologia assim que terminamos os livros do autor.


Sobre o Livro
Título: O Trono de Fogo
Autor: Rick Riordan
Editora: Intrínseca
N° de páginas: 328


Resenha publicada originalmente no Sechs Crazy Word

quinta-feira, 24 de novembro de 2011

PROMOÇÃO: Julieta Imortal

A Ed. Novo Conceito, nossa parceira, está fazendo uma promoção super legal para o lançamento de Julieta Imortal. Participemmmm que os premios são muuuuito bacanas!!

quarta-feira, 23 de novembro de 2011

RESENHA: Todas as Estrelas do Céu

Monique Melo

Depois de muito tempo lendo resenhas em vários blogs onde elogios sobravam, consegui comprar Todas as Estrelas do Céu na Bienal do Livro de Pernambuco quando o autor Enderson Rafael veio integrando o Grupo Novas Letras para algumas palestras e, claro, divulgar seu livro. Animada, comecei a ler pouco tempo depois da Bienal.

A estória dos irmãos Leandro e Carol não poderia ser mais emocionante. E nem mais complicada. Criados juntos desde crianças (Leandro é adotado) vêem seu relacionamento fraternal e cheio de companheirismo mudar quando se descobrem apaixonados um pelo outro. Quando finalmente Marco e Lucia, pais dos dois descobrem o sentimento que une os filhos, tentam afastá-los, mandando Leandro para outra cidade. Mas o amor dos irmãos é forte demais e ambos farão de tudo para ficarem juntos.

domingo, 13 de novembro de 2011

EVENTO: O trono de Fogo!!

êêÊEÊ...
dessa vez o evento é para os fãs de Percy Jackson!! \o/ \o/

O Percy Jackson Brasil, nosso parceiro, convida a todos para o evento de lançamento de "O Trono de Fogo", segundo livro da série "As Crônicas dos Kane".


O evento será domingo, dia 20 de novembros as 15 horas na saraiva do Diamond Mall, em Belo Horizonte. Se você naõ é de BH, clique AQUI pra saber aonde será o evento na sua cidade.

Esperamos vocês com brindes muito legais!!

=)

quarta-feira, 2 de novembro de 2011

RESENHA: Fazendo Meu Filme 2 – Fani na Terra da Rainha


Monique Melo

Esse livro me rendeu uns bons apertos no coração. Fani finalmente embarcou rumo à Inglaterra para passar um ano fazendo intercâmbio. Além da insegurança normal por estar em outro país, ela tem problemas em lidar com a distância das pessoas que deixou no Brasil e uma em particular não sai dos pensamentos dela.

Enquanto supera a saudade e se adapta ao novo país, Fani conhece novas pessoas, faz novos amigos e vira o principal interesse de Christian, um jovem gentil, educado e talentoso que fará tudo para conquistá-la.

sábado, 29 de outubro de 2011

EVENTO: A Esperança - Hunger Games #3

PRESENTE DA ROCCO PRA QUEM FOR AO EVENTO!!!


20% DE DESCONTO EM TODOS OS LIVROS DA EDITORA... MAS SÓ PRA QUEM PARTICIPAR DO EVENTO!!!


=)

Éééé pessoal, finalmente mais um evento super legal pra vocês!! Em parceria com o site Robsten faremos o evento de lançamento de A Esperança, terceiro livro da fantástica série Hunger Games!

Se você ainda não leu os livros, não tem problema, leia as resenhas de Jogos Vorazes,  Em Chamas e A Esperança clicando nos links!


O evento será dia 29 de outubro, sábado, as 16 horas na Saraiva do Diamond Mall. 

Se você pensou que os jogos haviam acabado... você ainda não viu nada!!

Nós e o Robsten estamos esperando toooodo mundo lá com muitos brindes e diversão!!

=)

terça-feira, 25 de outubro de 2011

RESENHA: A Jornada

Rosa Helena Duarte (mae da Nina Duoli!!)

A Jornada conta a história de 4 irmãs que fazem uma viagem tão inacreditável, que mais parece um sonho. O autor conta com detalhes como as irmãs conseguiram solucionar um problema que abriu as portas para a busca de um milagre.

Em 27 capítulos o autor conta passo a passo uma história sobre esperança, fé, sobrevivência, fraternidade e amor que pode unir e salvar. Uma mensagem que nos leva a acreditar em uma amizade que une e cura, um amor que pode salvar vidas.

A história começa em um outono véspera de Halloween quando tudo é festa, desde preparar abóboras e pegar doces até o momento da comemoração. Diante deste clima de alegria e da disputa de um espaço ou um olhar dos pais, a mãe entra em trabalho de parto antecipado e resolve dar a luz a mais um membro para a família. Ainda não era a hora da chegada do novo bebê e todo o movimento para socorrer a mãe e leva-la ao hospital, deixa as crianças apavoradas. O bebê nasce prematuro e o medo que os pais tem de perdê-lo, acaba aumentando nas imãs mais velhas a vontade de salva-lo.

sábado, 22 de outubro de 2011

RESENHA: Minha Vida Fora de Série – 1° Temporada

Monique Melo


A estória se passa cerca de três anos antes dos acontecimentos de FMF. Acompanhamos nesse livro a adaptação da Priscila, uma apaixonada por séries, à sua nova vida em Belo Horizonte, as novas amizades, a nova rotina e aos garotos, lógico!


Na escola, Priscila conhece uma pessoa muito especial que compartilha com ela muitos gostos em comum e logo se vê apaixonada. Só que a vida é como uma série de TV: tem seus percalços e sempre tem alguém para atrapalhar a vida da protagonista. Será que a vida vai imitar os seriados e terá final feliz?


A narrativa da Paula Pimenta continua tão apaixonante quando em FMF, mas não pensem que vão encontrar outra Fani neste livro. A protagonista tem seu brilho próprio e sua personalidade nem passa perto da tímida Fani, muito pelo contrário: Priscila é bem espontânea e decidida.


Gostei bastante da família da Priscila e da relação dela com cada um deles. A mãe dela é me lembrou demais a minha com seu jeito amigo e seus conselhos certeiros!


E o Rodrigo, gente? Ele é muito fofo! Bom amigo, eu sabia que ele era pelas atitudes dele em FMF, mas não imaginava o quanto ele era sensível. Fiquei impressionada! Como a Paula consegue fazer um personagem tão fofo quanto o Léo!? (aiiii, o Léooo).


Legal demais saber mais sobre alguns personagens conhecidos dos leitores de FMF. Ler sobre o Leo, Rodrigo, Natália e Priscila matou um pouco a saudade que sentia deles!


Outra personagem que me ganhou foi a Samanta. Morria de rir com os conselhos (super corretos) dela. Engraçado como tudo aconteceu do jeitinho que ela disse a Priscila.


Os capítulos começam com diálogos de séries e eu simplesmente adorei, principalmente os retirados dos seriados Dawson’s Creek, Gilmore Girls, The O.C., Smallville... É sempre muito interessante perceber o quanto os diálogos escolhidos tem a ver com o capítulo.


Achei o final tão lindo! Tão fofo quanto todo o livro, não deixa aquela ansiedade pelo próximo porque termina em algo chocante... Deixa ansioso porque os personagens e o enredo são tão bons que você sempre quer mais! Que venha a próxima temporada!


Sobre o livro:

Minha Vida Fora de Série – 1° Temporada

Série: Minha Vida Fora de Série

Volume: 01

Autora: Paula Pimenta

Ano: 2011

Editora: Autêntica/Gutenberg

Páginas: 408

Primeiro Capítulo: AQUI

Hotsite: AQUI

Site da autora: AQUI

Twitter da Autora: @paulapim

Teaser:

segunda-feira, 17 de outubro de 2011

RESENHA: A Esperança (Hunger Games #3)


Monique Melo


A guerra é mais voraz do que qualquer jogo.

Haverá vencedor na luta contra a Capital?


Depois do final chocante de Em Chamas, o terceiro livro da trilogia Hunger Games mostra Katniss tentando lidar com seu esgotamento físico e psicológico. Ela agora está no Distrito 13, onde as forças contra a Capital se organizam para derrubar o presidente Snow. Apesar do objetivo em comum, Katniss não confia na líder do distrito, que claramente não gosta de sua postura. Entre os horrores da guerra e a busca incessante por liberdade, Katniss tem que seguir em frente e descobrir em quem pode confiar. Afinal ela é o tordo e, além de símbolo desta guerra, ela é o alvo.


Tem alguns dias que terminei A Esperança e ainda não consegui tirar a estória da cabeça. Acho que sempre passo por isso quando não esperava algum acontecimento ou quando me apeguei demais a determinado livro ou série. Muita coisa era esperada, mas outras tantas me surpreenderam.


Eu adoro a Katniss, mas ela me irritou muito com seu comportamento nesse livro. Ao mesmo tempo, uma parte das atitudes e sentimentos dela fazia muito sentido. Certas coisas que ela fez para o Peeta foram realmente difíceis de engolir, pois ela estava castigando-o como se ele fosse culpado do que o fizeram passar. Em outros momentos, eu ficava feliz por vê-la lutando por ele, por Gale, por Prim, por seus amigos...


“- Você ainda está tentado me proteger. Verdadeiro ou falso? – sussurra ele.


- Verdadeiro – respondo. A resposta parece requerer mais explicações – Porque é isso que você e eu fazemos. Protegemos um ao outro.” - Página 326.


Finnick mais uma vez me impressionou e entrou para minha lista de personagens preferidos. O Gale não conseguiu me agradar nos outros livros e nesse, simpatizei um pouco, mas só isso. Ainda não gosto da forma de pensar dele e algumas atitudes não ajudaram a melhorar minha opinião.


Senti cada perda, cada morte, e ficava imaginando como a Katniss conseguia seguir em frente... E conforme o livro avançava, descobrimos que muita gente passou ou estava passando pela mesma situação que ela.


O jogo político é bem presente e é tão protagonista do livro quanto a própria guerra. As situações e informações manipuladas para animar ou assustar os cidadãos de Panem são tão contemporâneas a nossa própria vida e é impossível não se identificar.


O final não é exatamente feliz. Aliás, depois de tudo seria um tanto impossível. Mas dá esperança de um futuro bom, onde as mudanças sejam para melhor e, quem sabe, muitos dos erros não sejam mais cometidos. Um final adequado a essa ótima série. Recomendadíssimo e fim.


“Mas há jogos muito piores do que esse.” – página 419.


Sobre o livro:


A Esperança

Série: Hunger Games

Volume: 03

Autora: Suzanne Collins

Ano: 2011

Editora: Rocco

Páginas: 424

Primeiro capítulo: AQUI

Twitter Oficial: @TheHungerGames

Book Trailer:



terça-feira, 11 de outubro de 2011

RESENHA: Sou Toda Errada


Monique Melo

Mila não se conforma com o fim do seu namoro com sua o amor da sua vida. Mesmo que o relacionamento dos dois não fosse sadio, ela quer o ex de volta e fará tudo para conseguir tê-lo novamente. Mesmo que isso signifique passar por cima de qualquer um, até dela mesma.

Não sabia muito sobre a Tammy Luciano e seus livros antes da Bienal do Livro de Pernambuco. Quando ela falou um pouco sobre o enredo e sobre a Mila, a garota “nojentinha” de Sou Toda Errada, fiquei bem curiosa. Afinal, quem definiria sua própria protagonista desse jeito?

“De boazinha, não tinha nada e nem queria ter." – Mila, página 44.

quinta-feira, 29 de setembro de 2011

Bienal Internacional do Livro de Pernambuco, Domingo 25 de setembro



Oi! Meu domingo de Bienal foi tão agitado! Para me acompanhar, além dos meus amigos blogueiros também levei meu pai. Foi tão bom quanto o sábado! =)

Dany Wanessa e Larissa – Palavras Prolíferas

Mary Paixão – Muito Pouco Crítica

Thyeri Bione – Restaurante da Mente

Breno Rodrigues – Livretando

Marcos Tavares – Capa & Título

Serena e Maiana – Leitor Cabuloso

Danni – Garotas e Livros

quarta-feira, 28 de setembro de 2011

RESENHA: O Livro Maldito

"Tudo o que você precisa saber se não for um mané."

Minta para um polígrafo. Assalte um banco. Faça um filme pornô. Forje a própria morte. Arrombe fechaduras. Vicie dados. Tenha o seu próprio harém. E coisas muito, mas muito piores...

Assim que peguei o livro pela primeira vez, li o título, o subtítulo e a contracapa e tive a certeza de que me enviaram o livro errado. Depois de folhear, pensei com meus botões: esse autor é completamente louco!

Entretanto, "O Livro Maldito" é o cômico resultado de uma pesquisa feita pelo publicitário e escritor Christopher Lee Barish, cheia de artimanhas, jogatinas e ilegalidades necessárias para você se tornar uma pessoa má e rica. As ilustrações de Christian Kunze deixam o livro ainda mais engraçado.

Confesso que os primeiros capítulos não são os mais interessantes, mas a medida que fui lendo, fiquei me imaginando em cada uma das situações descritas. Quando pensava em parar de ler, um título me chamava a atenção e acabei lendo o bendito do livro em dois dias. E de fato o autor soube me prender até o final, deixando o que tinha de melhor por último. Um deles é simplesmente 'Como ter a própria plantação de maconha'. Me diverti bastante!

Um ponto negativo de "O Livro Maldito" é, segundo Christopher: "as maldades apresentadas neste capítulo dizem respeito, em parte as leis vigentes nos Estados Unidos. Mas, certamente, essas mesmas maldades poderão inspirar você a se livrar de outras roubadas." E acredito que a maioria das maldades não funcionariam se fossem baseadas nas leis do Brasil. Mas nada que o famoso jeitinho brasileiro não resolva. 

Por isso, não desanime. Vale a pena passar algumas horinhas rindo das maldades e imaginando até onde uma pessoa iria para praticar maldades e se dar bem. Me arrisco a dizer que esse livro é baseado na Lei de Gerson. Não conhece? Vou resumir pra você: certa pessoa age de forma a obter vantagem em tudo que faz, no sentido negativo de se aproveitar de todas as situações em benefício próprio, sem se importar com questões éticas ou morais. Uma propaganda de 1976, que apresentava o meia armador Gérson da Seleção Brasileira de Futebol como protagonista, deu origem ao nome da lei. Clique aqui e entenda melhor.

Enfim, "O Livro Maldito" tem 176 páginas e propõe uma leitura muito breve, objetiva e divertida. Recomendo! Afinal, você é ou não é um mané?


Sobre o livro

Título: O Livro Maldito
Editora: Best Seller
Páginas: 176
Lançamento: 2011

terça-feira, 27 de setembro de 2011

Bienal Internacional do Livro de Pernambuco: Sábado, 24 de setembro


Monique Melo
Oi gente!
A VIII Bienal Internacional do Livro de Pernambuco começou dia 23/09 cheia de atrações como o Zeca Baleiro e Laurentino Gomes. Infelizmente, não pude ir ao primeiro dia da Bienal, mas o segundo e terceiro me compensaram de uma forma incrível!

segunda-feira, 26 de setembro de 2011

RESENHA: Cowboys and Aliens

Guilherme Magalhães

Houve um tempo em que um homem só podia contar com seu cavalo e sua pistola. Os índios travavam uma batalha perdida contra colonos europeus e cowboys vagavam em busca de recompensa.


Até que alguém de fora entrou na briga - um invasor que via os humanos como inimigos, e estava determinado a conquistar o nosso mundo."

O livro é uma HQ que acompanha a história de Zeke, um cowboy contratado para levar um padre e seus fiéis para Silver City. Entretanto, a campanha deles é atacada por índios Apache. Quando ele vai em busca de reforços, é cercado pelos índios hostis. Porém, ele é salvo da morte certa por um súbito estrondo e a queda de um estranho objeto voador nas proximidades. Zeke foge e os índios que o cercaram vão tentar contato com os aliens - e são mortos. Os alienígenas pretendem conquistar o planeta, o que une índios e cowboys contra um inimigo comum.

quinta-feira, 22 de setembro de 2011

Bienal Internacional do Livro de Pernambuco: Programação


Bienal Internacional do Livro de Pernambuco começa amanhã e estou muito ansiosa! A Fábrica vai cobrir o dia 24 e 25 de setembro, então fiquem ligados na programação deste fim de semana!

sábado, 17 de setembro de 2011

RESENHA: Paixão (Fallen #3)



Monique Melo

Nesse livro, os capítulos são alternados entre a perspectiva da Luce e do Daniel. Os capítulos da Luce eram maiores e explicavam melhor sobre o lugar e a vida da Lucinda daquela época. Já os pertencentes aos Daniel eram mais curtos e focados na busca por Luce. As passagens da Luce me agradaram mais, pois ainda não me curei da antipatia que sinto pelo Daniel (ainda prefiro o Cam e o Miles).

Ler como eram as outras “Lucindas” foi muito bom e a Lauren Kate descreveu as encarnações da Luce em vários lugares e épocas muito distintas umas das outras, o que leva o leitor a aprender um pouco dos costumes de cada lugar.

domingo, 11 de setembro de 2011

RESENHA: Correr ou Morrer - Maze Runner #1



Monique Melo
Imagine se você acordasse dentro de um elevador sem lembrar quem é. Pior que isso: imagine se além de não fazer idéia do que acontecia a sua vida antes do momento em que acordou, você descobrisse que está prestes a conhecer pessoas que sabem tanto quanto você sobre seu passado.

Quando Teresa chega a Clareira, os clareanos sabem que algo estava por vir. Ela é a primeira garota a chegar ao confinamento e sua mensagem não poderia deixar de ser mais assustadora: “Tudo vai mudar!” Agora o tempo está se esgotando e é imprescindível decifrar o Labirinto. Mas será que os clareanos ainda têm tempo?

terça-feira, 6 de setembro de 2011

ULTIMA NOITE EM HOGWARTS

... e última semana para comprar seu ingresso!!

É isso memso... sexta feira é o ultimo dia pra comprar seu ingresso pro melhor evento de Harry Potter EVER!

domingo, 4 de setembro de 2011

Bienal Internacional do Livro de Pernambuco



Oi pessoal! A Fábrica tem o prazer e a honra de anunciar a parceria com a Bienal Internacional do Livro de Pernambuco que se realizará do dia 23 de setembro à 02 de outubro, no Centro de Convenções.

sexta-feira, 26 de agosto de 2011

RESENHA: Fazendo Meu Filme 1 – A Estreia de Fani

Monique Melo 


Insegura e tímida, Fani é fascinada por cinema e tem uma coleção de DVDs que ela não empresta a ninguém. Costuma assistir os filmes e classificá-los por estrelinhas e analisar cada um não é simplesmente um hobby para ela: Fani sonha em cursar a Faculdade de Cinema, contrariando o desejo da mãe que adoraria vê-la formada em Direito.
Tem grandes amigas, como a Gabi, Natalia e Priscila e um melhor amigo muito fofo, o Léo (ai ai ai, o Léo...) que sempre estão por perto e dão aquela força quando a personalidade insegura e romântica da Fani entra em ação. Gabi sempre tem bons conselhos e a apóia quando Fani tem pela frente mais uma empreitada idealizada pela mãe: vê-la participando de um intercâmbio.
É a partir deste intercâmbio que tudo começa a mudar: o Léo se comporta de forma estranha e a paixonite da Fani pelo lindo professor de Biologia tem seus avanços. Conforme o dia de partir vai se aproximando e as mudanças vão acontecendo, Fani encara muita das suas inseguranças e finalmente se dá conta dos seus sentimentos. Mas será que ainda dá tempo de mudar o final do filme?